Staples Center viagem para os EUA

Viagem EUA: Assistindo NBA (parte 1)

Compartilhe

Quem faz viagem para os EUA muitas vezes tem curiosidade em assistir alguns jogos das principais ligas do mundo.

A NBA é a maior liga de basquete do planeta, e de acordo com a Forbes, é o terceiro esporte com maior receita do mundo. Atrás da MLB (primeira divisão do Baseball americano e canadense), e da NFL (primeira divisão do Futebol Americano). Essa semana é a primeira parte de uma análise, para vermos um pouco sobre arenas e cidades em suas viagens.

Para viagens internacionais, os EUA está em conta, devido à quantidade de brasileiros indo para as cidades americanas, sendo até mesmo parte do nosso Guia da Baixa Temporada, e Conhecendo a Disney que publicamos recentemente!

A NBA investiu recentemente muito em internacionalizar o esporte, incluindo jogos fora dos EUA, como no México, Inglaterra, e por duas vezes, no Brasil!

Os times de Houston Rockets, Chicago Bulls, e outros já jogaram nas terras brasileiras. Fora o esquadrão de estrelas que se apresentaram durante as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro! Muitos do que fazem viagem para os EUA aproveitam para ver os jogos!

Assistindo jogos da NBA em viagem para EUA

Ir aos EUA e tentar ver um jogo da NBA é muito legal!

Tem todo o clima do estádio, os shows no intervalo, tentar pegar camisas e sentir o clima dos estádios americanos, que é bem diferente dos estádios brasileiros de futebol, agressivos e mais tensos.

Ao torcer para um time, em geral não é necessário torcer para o time de casa. É comum misturarem os torcedores na torcida, já que em geral não tem uma área separada para a torcida fora de casa.

Nos corredores, você irá se deparar com grupos vestidos com o uniforme do outro time. As vezes até pintado pra guerra, incluindo roupa, rostos pintados, e a família toda junta.

O clima é bem mais pacífico, apesar de alguns jogos, como retorno de jogadores mal-vistos pelos torcedores, clássicos e jogos decisivos, o clima pega um pouco mais. Em geral, a torcida americana é bem civilizada, mas torce muito, incluindo dancinhas, músicas o tempo todo, e o onipresente grito de defesa, que você aprende rápido!

DE-FENCE! (TUM-TUM), as vezes estilizado como uma letra D e uma cerca (fence, em inglês).

Aproveite para ouvir o DJ e o narrador do estádio cantar o nome das pessoas que estão fazendo cesta! Sempre com músicas e temas para momentos. Sons de tubarão quando o time está defendendo, ou muito barulho para atrapalhar um lance-livre.

Calendário e jogos na temporada 17-18

Existem hoje 30 times na NBA, separados em duas ligas (leste e oeste), e seis divisões. Essa divisão é para diminuir as viagens longas da NBA.

Os times mais próximos de si geograficamente estão na mesma divisão. Cada time joga 4 vezes no ano contra equipes da mesma divisão, 3 ou 4 vezes contra equipes de divisões diferentes, mas da mesma conferência e 2 vezes contra os times da outra conferência (ufa!)

Depois disso, se monta o calendário com os jogos. Este ano, os jogos começam em 17 de Outubro, e vão até 11 de Abril.  (o calendário completo aqui, no site da CBS! Lembre-se que o time da casa fica a direita)

Até a temporada 16/17 existiam diversos dias com até 4 jogos em seguida, o que causava os principais jogadores descansarem, e um pouco de frustração em ir nos jogos sem as  estrelas, como LeBron James, Steph Curry, James Harden e outros. Para este ano mudou e não teremos tantos back-to-back (jogos seguidos).

Principais cidades em viagem para os EUA para assistir os jogos

Tem time pra todo lado nos Estados Unidos! De acordo com pesquisas, Miami, Nova York, Orlando, Los Angeles são os principais destinos de brazucas nos EUA, e vou partir disto, já que dois dos principais times de todos os tempos estão na lista.

 

Nova York – Madison Square Garden

O mais próximo de uma meca do basquete é o Madison Square Garden. A casa de um dos mais populares times de basquete no mundo, o New York Knicks tem história em cada metro quadrado. Ao olhar no teto, você verá estendido vários bandeirões representando cada vitória, cada jogador histórico aposentado por ter jogado em um time dali.

Hoje, o estádio tem capacidade que se alterna, dependendo do que está ocorrendo como atração principal. Para o basquete, temos 19,812 assentos.

Além do Knicks, o New York Rangers que é o time de hóquei no gelo da NHL, o New York Liberty, da WNBA, a liga feminina de basquete, e o New York Titans  que é o time de lacrosse da liga nacional são residentes do The Garden.

Se você é fã de esportes, ir no MGS é uma parada obrigatória. Nem que seja para estar no mesmo lugar que ocorreu a verdadeira Luta do Século entre Ali contra Joe Frazier. Tem um pequeno museu lá dentro com memorabília dos times. Uniformes, luvas, bolas e muito mais!

Mesmo que não seja, o Madison tem diversos shows durante todo o ano! E você poderá encontrar algo que seja do seu agrado! Se olhar para o teto, além dos títulos dos times, você encontrará alguns curiosos, entre os banners de Hulk Hogan, um lutador de Wrestle americano, um banner do Elton John e outro do Billy Joel, representando a quantidade de shows feitos no local!

 

Miami – AmericanAirlines Arena

Aberta em 1999, a American Airlines Arena é a casa do Miami Heat.

A arena é sede de diversos eventos durante o ano, incluindo shows, eventos de artes marciais e muitos outros. Devido à influência latina na região, muitos dos shows são de artistas regionais.

A chegada na arena é muito simples, devido à localização central. Porém não há muitas vagas no estacionamento, são menos de 1000 vagas disponibilizadas pelo site. É recomendado a ida via Metrorail, Metromover ou ônibus.

Em 5 anos distintos, o time já jogou as Finais da NBA, saindo vitorioso em 3 delas! Fique de olho nos banners dos títulos de 2006, 2012 e 2013.

Existem outros números aposentados. O número 33 de Alonzo Mourning, o Big Zo teve um transplante de Rim, antes de ser campeão pelo Heat, em 2006. O pivô Shaquille O’Neal, também campeão em 2006 tem sua camisa aposentada, exposta no teto, com o número 32.  Também e aposentado o número 23 em homenagem à Michael Jordan.

Por último, Chris Bosh, jogador campeão por 2 vezes em 2012 e 2013. Um ídolo da torcida de Miami foi agraciado com 11 idas ao time All-Star da NBA. Sua carreira foi interrompida que não pode jogar mais depois de problemas repetidos com coágulos de sangue.

 

Orlando – Amway Arena

Viagem para os EUA Amway Arena Wiki
Reprodução: Wikimedia

 

A nova arena do Orlando Magic foi aberta em 2010. Hoje sede dos jogos da NBA, bem como os times de Hockey das divisões menores, o Orlando Solar Bears, e o Orlando Predators da liga de Futebol Americano de Arena.

Com capacidade para 18,846 pessoas durante jogos da NBA, o estádio, que pertence à cidade de Orlando já abrigou shows como de Roger Waters em 2012, Paul McCartney em 2013, além de muitos outros.

Uma das características mais interessantes é que a Amway Arena contém o maior Jumbotron na NBA! O Jumbotron é o hub central, localizado acima da quadra, passando informações, vídeos e curiosidades durante o jogo! (incluindo brincadeirinhas com os torcedores, como câmeras de dança, câmeras de beijo, e muitos outros!)

Do lado de fora da arena, um display imenso de 14m por 16m está no vidro da arena, virado para a Interstate 4, passando informações para os motoristas.

 

Los Angeles – Staples Center

Staples Center viagem para os EUA
Staples Center

A NBA tem quatro arenas históricas. O TG Garden em Boston, Madison Square Garden em Nova York, o United Center em Chicago e o Staples Center em Los Angeles. Se você for fazer uma viagem para os EUA, aproveite para conhecer um deles. 

A Arena é localizada num centro de convenções na Figeroa Street. A Arena é base de dois times da NBA, o Lakers e o Clippers. Por muitos anos, somente o Lakers teve boas campanhas, mas recentemente o Clippers teve uma ressuceição na liga.

Com mais de 250 eventos por ano, o Staples Center tem mais de 4 milhões de visitantes em viagem para os EUA anuais.

Do lado de fora, existem várias estátuas! Vou te ajudar a identificar algumas delas!

Estátuas na Staples Arena:

 

  • Wayne Gretzky

Ser chamado de “pelé” do Hockey é um título pequeno para ele. O melhor jogador de todos os tempos de Hockey foi o esportista mais dominante no seu esporte. Ele tem mais assistência que os outros tem pontos. Ao se aposentar, em 1999, ele tinha 61 recordes na liga. Apenas um foi quebrado. Não chegou a jogar no Staples Center!

Magic Johnson

 Outro que apenas seus títulos não fazem juz a seu valor, histórico e importância. Em 1979 Magic entrou na liga, via draft, e venceu o campeonato e o título de melhor jogador das finais. Durante os anos 80, sua dominância e rivalidade com o ídolo do Boston Celtics Larry Bird geraram mais 4 títulos e a imortalidade no Hall da Fama da NBA.

 

Oscar de La Hoya

O “Garoto de Ouro” competiu entre 1992 e 2008 no boxe, sendo o mais bem pago de todos os tempos, até ser superado por Floyd Mayweather Jr. em 2014. Vencedor de medalha de ouro nas Olimpíadas de 1992, De La Hoya foi por três vezes o lutador do ano em 1995, 1997 e 1998.

 

Chick Hearn

Narrador e voz do Los Angeles Lakers de 21 de novembro de 1965 até fevereiro de 2002, Chick Hearn narrou e comentou a NBA das mais diversas formas. Como se iniciou na época que transmitiam simultaneamente na rádio e na TV, o estilo de Chick era parecido com os narradores brasileiros. Muitos dos nomes dados para momentos dos jogos foram inventados por Chick, incluindo Garbage Time, Slam Dunk e muitos outros. Chick ficou famoso por dar apelidos para os jogadores!

 

Jerry West

Também conhecido como O Logo, pelo símbolo da NBA ser uma imagem estilizada dele, ou como Mr. Clutch, sobre sua habilidade ao decidir partidas nos últimos arremessos, Jerry West tem um histórico memorável no esporte. O campeonato da NBA em 1972, medalha de Ouro nas Olimpíadas de 1960 e no Pan Americano de 1959. 

 

Kareem Abul-Jabbar

Nascido Lew Alcindor, Kareem é 8 vezes campeão da NBA, sendo duas como assistente de técnico. Foi extremamente dominante desde muito novo. Kareem na universidade era tão fisicamente dominante que a liga universitária proibiu enterradas entre 1967 até 1975, quando a regra foi substituída. Esta proibição ajudou muito a desenvolver seu arremesso característico de gancho aéreo.

 

Luc Robitaille

Um dos maiores jogadores de Hockey de todos os tempos, Robitaille tem recordes de gols e pontos marcados por um ponta-direita, além de ser oito vezes parte dos melhores jogadores da temporada. Robitaille foi também campeão de Hockey em 1994 pelo Canadá, retirando uma sina de mais de 33 anos. Além da estátua, sua camisa está aposentada, junto com Rogatien Vachon, Marcel Dionne, Dave Taylor, Wayne Gretzky e Rob Blake.

 

Shaquille O’Neal

O mais recente dos jogadores agraciados por uma estátua, Shaq foi jogador da franquia durante um período pequeno de sua extensa carreira, mas é amplamente considerado seu melhor momento pessoal, com médias superiores a 30 pontos por partida e mais vitorioso, com três títulos saindo da parceira com Kobe Bryant em 2000, 2001 e 2002. Sua pose de enterrada é para lembrar a dominância física que o Big Diesel teve neste período. É, junto com Chick Hearn os únicos que atuaram na nova arena.

Mais tarde falaremos mais sobre os times e coisas para se comprar se for assistir jogos da NBA nos EUA! Se você for fazer uma viagem para os EUA, a P2P pode te levar!