Turismo em Game of Thrones

Compartilhe

Existem espalhados pela Europa toda vários passeios especializados nas locações para a épica série da HBO!

O turismo em diversas regiões aumentou drasticamente depois do início da série e em seguida algumas cidades e países inclusive estão capitalizando na chance de aumentar a chegada de turistas na região.

Irlanda do Norte, Croácia e Marrocos são as principais áreas de gravação e é onde turistas do mundo todo se amontoam para conhecer os locais.

Cada país reagiu de forma distinta, como a Croácia, que tem preocupações com o estado da cidade de Dubrovnik, aonde suas antigas construções podem não suportar a chegada de mais visitantes.

Por outro lado, a Irlanda do Norte utilizou o logo da HBO e da série em várias propagandas com início em Abril de 2017, convidando as pessoas a conhecerem com o slogan “Northern Ireland is Game of Thrones® territory” (Irlanda do Norte é território de Game of Thrones®).

E hoje quero falar um pouco de cada um deles, e focarei ao final sobre os Tours na Irlanda do Norte.

 

Croácia

 

A Croácia tem alguns dos momentos mais marcantes da série, e vários dos locais mais icônicos da série. No momento, as lotadas cidades não ajudam o governo à mantê-las em bom estado.

Existe um esforço imenso do governo para manter, em especial na cidade velha um bom estado para os turistas.

 

Cidade Velha e St Dominika Street

Reprodução: Wanderista

A famosa rua de pedras na cidade velha de Dubrovnik é a principal, dentro dos muros medievais que circundam a região.

Lá, encontrará o monastério dominicano, museus, lojas e muitos, muitos turistas.

As paredes de Dubrovnik são considerados um dos maiores sistemas de fortificação de cidades medievais, entre a sua localização próxima de fontes de água, e também por nunca terem sido invadidos por exércitos hostis.

De tão famoso, as paredes são protegidos pela UNESCO desde 1979.

 

Em GOT

 

Em Game of Thrones, a rua é utilizada diversas vezes como mercado, ou os assassinatos de filhos ilegítimos do Rei Robert. Além disso, uma certa personagem tem de fazer uma caminhada, nua, por essas ruas, em uma das muitas marcantes cenas da série.

 

Fortaleza Bokar

Reprodução: Wikimedia

Construída em 1470, a Fortaleza Bokar, ou Zvjezdan, é uma linda estrutura dentro da fortificação. O forte era parte funcional da defesa sudoeste de Dubrovnik. A construção se iniciou com Michelozzo di Bartolomeo em 1461 e já passou em duas grandes reformas, com a construção do teto em 1555 e a atualização em 1570.

Bokar é considerado um ponto principal de defesa dentro da entrada oeste, junto com a Torre de Minčeta.

Em GOT

 

A fortaleza é utilizada como King’s Landing.

 

Outros pontos de interesse na Croácia:

O texto ficaria muito longo, mas existem outros diversos pontos de interesse na Croácia, entre o Museu Etnográfico na cidade velha de Dubrovnik, que é o bordel onde Tyrion Lannister conhece Oberyn Martell.

Ou ainda o Portão da Cidade, que também é a Baía da Água negra na série.

Outro local de interesse é o Palácio de Diocletian, na cidade próxima, Split, que é trono da Daenerys Targaryen, Filha da Tormenta, a Não Queimada, Mãe de Dragões, Rainha de Mereen, Rainha dos Ândalos e dos Primeiros Homens, Quebradora de Correntes, Senhora dos Sete Reinos, Khaleesi dos Dothraki, a Primeira de Seu Nome.

 

 

Marrocos

 

Marrocos tem em si alguns momentos marcantes para a Khaleesi. Lá, foram escolhidos como destinos para gravações a cidade real fortificada de Ait Benhaddou e a cidade de Essaouira.

A Baía dos Escravos foi representada em grande parte no Marrocos com poucas alterações no ambiente, o que é visto no dia a dia é próximo do visual apresentado na série.

Ait Benhaddou

Reprodução: Pixabay

A Linda cidade de Ait Benhaddou é localizada entre Marrakech e o deserto do Saara é uma antiga rota de vendas frequentadas por caravanas. Durante o período, a ksar (cidade) passou por diversos estados de destruição e construção à partir de 1600.

Enquanto a cidade foi utilizada depois de 1700, não tem estruturas criadas depois desta época. Em 1987 a UNESCO considerou a cidade como um Patrimônio Mundial.

Recentmente, a cidade entrou na mira de turistas por produções e filmagens ocorridas lá, em que por volta de 20 filmes foram gravados, entre “A jóia do Nilo” de 1985, “Lawrence da Arábia” de 1962 e “Ultima tentação de Cristo” de Martin Scorcese em 1988.

 

Em GOT

 

Yunkai, a gloriosa e antiga cidade amarela é uma das três grandes cidades do império Ghiscari, na Baía dos Escravos.

Dominada por oligarquia de mercantes de escravos, chamados os Sábios Mestres a cidade foi dominada pelos Targaryen após o Ataque a Meereen.

 

Essaouira

Reprodução: Wikimedia

Muitos sabem que o Marrocos foi um protetorado francês, mas poucos entendem que a região trocou muito de mãos durante diversos pontos no tempo, com períodos alternados de dominância dos europeus.

A cidade já foi conhecida como Mogador, uma alteração do nome de Sidi Megdoul, um santo muçulmano que foi enterrado na cidade de Essaouira. O porto era um movimentado centro de trocas no século V, em que os europeus intensamente utilizavam a cidade como ponto de troca.

Neste período os judeus se fixaram na cidade para facilitar a troca. Em algum ponto a cidade era 50% de cada religião, o que criou um ambiente cultural único.

Próximo da cidade existe um ponto turístico no corredor de Scala, onde uma dúzia de canhões portugueses ainda sobrevivem apontados para o mar. Eles estão fixados no chão, o que foi um problema para os produtores de Game of Thrones. A área, no seriado é conhecida como a caminhada da punição, e por causa dos canhões, uma estrutura foi montada em cima do que existe hoje.

Em GOT

 

Astapor, conhecida como a cidade vermelha é a mais ao sul das três grandes cidades do império Ghiscari, na Baía dos Escravos.

Conhecida por ser o ponto de parada para navios indo de Qarth até as Cidades-Livres e Westeros, Astapor é a cidade dos Eunucos Soldados-Escravos, Os Imaculados.

 

Irlanda do Norte

A Irlanda do Norte é o principal destino para os fãs da série, com só em 2014, pessoas buscando a real Westeros aumentaram o turismo em £8,6 milhões!

Após uma autorização da HBO e do criador da série, George R. R. Martin, o país bretão fez uma série de propagandas utilizando as gravações para catapultar o turismo na região.

Vendo os números e a quantidade de empresas de Tours fazendo as viagens aos locais de gravações, claramente está funcionando!

Até mesmo os cães da série não escapam dos fãs, pois algumas das empresas de turismo locais tem atividades com os cães da série para você conhecer e dar biscoitinhos!

 

 

Castle Ward

 

Reprodução: Geograph

Os estilos gótico e clássico colidem no Castle Ward, uma mansão do século 18 nas encostas de morros e sobre as águas tranquilas de Strangford.

As caminhadas em volta das trilhas ou pelos caminhos nas florestas, conhecendo as borboletas, coelhos, patos e gansos. O jardim com seus vermelhors, amarelos, verdes e rosas das flores dão a cor para o jardim vitoriano.

O Castle Ward foi a casa da família Ward desde aproximadamente 1570. Originalmente conhecido como Carrick na Sheannagh e foi do Conde de Kildare, até ser vendida por Bernard Ward, que altera o nome e vai sendo sucessivamente passado.

Em 1850 a mansão é demolida, apesar de alguns pontos são mantidos. O arquiteto da construção, feita no início dos anos 1760 para Bernard Ward é desconhecido.

Em GOT

 

Para a série de TV, uma série de locais foram utilizadas para ser Winterfell, e Castle Ward foi a principal delas. No episódio piloto, o Castelo de Doune na Escócia foi utilizado para a maioria das filmagens exteriores e a filmagem do banquete oferecido pelo Rei Robert Baratheon. O Castle Ward por sua vez foi utilizado nas cenas de sparring nos jardins e a chegada do grupo do Robert nos portões de Winterfell.

O resto do castelo, como as paredes, o jardim, foram utilizados para cenas como a fatídica escalada do muro de Bran, alternados com cenas dentro do estúdio em Belfast.

No resto da primeira temporada, o Castle Ward foram as principais localidades de filmagens, e não voltaram ao Castelo de Doune. Todas as cenas gravadas nas criptas de Winterfell depois da segunda temporada foram filmados nas adegas do Castelo de Shane.

Dark Hedges

Reprodução: Flikr

Dark Hedges é um lindo destino, com Faias serpenteando à sua volta.

Similar à uma avenida de àrvores, o caminho foi construído pela família Stuart no século XVII.  É um dos mais populares destinos na Irlanda do Norte, mesmo após 200 anos de sua construção.

Em GOT

 

Se você ainda não conseguiu ver, a Dark Hedges é a Kingsroad!

A Estrada do rei é a principal rota terrestre dos Sete Reinos. Mais de tres mil quilômetros, passando do Castelo Negro, na Muralha, até Ponta Tempestade, passando pela Capital.

O local foi utilizado para gravações em vários momentos da série, mas em especial no segundo episódio da primeira temporada, Kingsroad.

 

Outros pontos de interesse na Irlanda do Norte

 

A Irlanda do Norte é o local para ir se quiser conhecer um pouco mais sobre onde se gravou Game of Thrones.  

Quer saber onde é a árvore aonde Robb e a Talisa se casaram? O Livro não conta, mas a gente sabe aonde é!

A cena que Mindinho leva Sansa ao Fosso Cailin é feita no alto do Platô de Andrim. Naquele momento Sansa se alia com os Boltons!

Pena que a entrada ao castelo não é liberada para turistas! Mas pode-se tirar muitas fotos!

Talvez você goste mais de saber que a costa de Antrim temos a Baía de Murlough, que foi conhecida como a Baía dos Escravos na série. A cena que Tyrion e Sor Jorah são descobertos por um navio e são capturados.

O Mar entra em Strangford Lough, criando um pequeno lago, onde ruínas de castelos, uma dose de efeitos visuais a transformaram nas Gêmeas, o castelo dos Frey, onde os Starks buscaram audiência com eles para cruzar o Ramo Verde.


O lindo vale de Shillanavogy, próximo da Montanha Slemish em County Antrim foi utilizado como as planícies Dothraki, onde o Khalasar sai de Pentos e vão para Vaes Dothrak.

Outro local de gravação importante na série são encontrados nas Montanhas Mourne em County Down. As dramáticas encostas foram não só as entradas para Vaes Dothrak, mas também a inspiração de CS Lewis para Nárnia. Ainda nas Montranhas Mournes temos as terras ao norte de Winterfell que Bran conhece Jojen e Meera nas florestas.

Em Londonderry County você pode achar a montanha Binvenaugh. Ela é a ponta do platô de Antrim.

Em seu cume, com vistas panorâmicas de terras até onde os olhos alcançam.

A  montanha foi escolhida para ser o Mar Dothraki, acima da cidade de Meereen. Onde Daenerys é resgatada pelo seu dragão Drogon, e retornada ao seu lar.

Por fim, o castelo de Shane no Condado de Antrim. Construído no século 14, próximo de Lough Neagh, esse castelo foi usado como fundos no torneio de Justa. Sabe? Aquele torneio que Gregor Clegane arranca a cabeça de seu cavalo! Lough Neagh também foi transformado no Mar de Verão. Lá onde Joah rouba um barco, captura Tyrion e viaja para ver sua amada Daenerys em Meereen.

Então, vamos conhecer?

 

Aqui na P2P o ano todos temos passagens com preços especiais para conhecer o ano todo!

 

Em especial, viagens para londres, saindo de São Paulo estão sempre em promoção aqui na P2P, incluindo passagens exclusivas!