moscou

A Copa do Mundo é na Rússia, Moscou é seu destino em 2018!

Compartilhe

Capital da Rússia, Moscou é um destino que esteve fechado para o turismo por várias décadas como consequência da Guerra Fria. A cidade, entretanto, tem uma capacidade incrível de fascinar os turistas brasileiros, por meio de suas construções, da temperatura local e da língua.

 

Largas avenidas traçam o caminho do aeroporto ao centro, onde é possível observar construções históricas, prédios modernos e o estilo de vida frenético da cidade. Os letreiros e placas do trajeto, escritos no alfabeto cirílico, aumentam a curiosidade do viajante recém-chegado.

 

  • O centro de Moscou

 

O melhor ponto para se iniciar um roteiro em Moscou é a famosa Praça Vermelha (Krasnaya Ploshchad), o coração turístico da cidade. A praça é uma grande superfície pavimentada do século XV, quando os prédios dos arredores foram demolidos para que ali funcionasse um mercado.

 

Nas proximidades da Praça Vermelha estão a Catedral de São Basílio, a Catedral da Anunciação, o Museu do Estado Russo, o Museu Histórico Nacional e a Torre do Salvador, que integra as Muralhas de Kremlin.

 

A arquitetura é o ponto forte da cidade e se destaca pelo contraste entre a arquitetura antiga das catedrais e os arranha-céus modernos do centro cosmopolita. Nos passeios, a recordação histórica do passado comunista contrasta com o luxo das lojas da capital.

 

  • Noites badaladas em Moscou

 

A vida noturna em Moscou é intensa. Bares, pubs, festas com ótimos DJs, teatros e concertos compõem as noites da cidade. O bairro Kitay-Gorod, próximo ao centro turístico, é uma ótima opção por abrigar casas noturnas excelentes, além de pubs e restaurantes distintos.

 

Moscou também é casa do Balé Bolshoi, um dos espetáculos mais famosos do mundo, com o qual sonham bailarinos em todo o mundo. A ópera e o balé não são os únicos espetáculos: a arquitetura do lugar também é parte da atração, e essa é uma experiência imperdível.

 

  • A Copa do Mundo em Moscou

 

No ano que vem a Rússia será sede da Copa do Mundo, e os jogos serão distribuídos entre 12 estádios, em 11 cidades. Em Moscou serão dois, Luzniki e Spartak. Nesse último, o Brasil enfrenta a Sérvia no dia 27/06.

 

Nossa seleção pode voltar a jogar na cidade, dessa vez no Luzniki, caso termine a primeira fase em segundo lugar e chegue às semifinais (11/07) ou se ficar em primeiro no grupo e chegue à final (15/07).

 

  • Planejando a viagem a Moscou

 

Por ser um país muito diferente do Brasil, é aconselhável que o turista planeja sua viagem com antecedência e se atente a alguns fatores ao se preparar para a experiência. Aqui vão algumas informações que podem ajudar:

 

  • A moeda russa é o Rublo (RUB). Ao longo de 2017, R$1,00 era equivalente a, aproximadamente, ₽17,00. O rublo é dividido em 100 partes, chamadas de kopeks, assim como os centésimos de real são chamados de centavos.
  • A melhor época para ir a Moscou vai de junho a setembro, verão no hemisfério norte. Nessa época, as temperaturas máximas giram em torno de 25°C, o que torna a experiência mais tranquila para quem é acostumado ao clima tropical.
  • Aprender algumas expressões básicas em russo também é uma boa ideia, já que no país há várias pessoas que não falam inglês. Nesse site você encontra várias manuais simples e pode aprender um pouco do alfabeto cirílico.

 

Também é importante pesquisar as melhores opções de hospedagem e passagens com preços melhores, para uma viagem mais econômica e segura. Para isso, você pode contar com empresas como a P2P, que tem ótimas oportunidades de passagens com milhas.